Karen Schrder, ex-aluna nomeada Oficiala de Justia, conversa com alunos do curso preparatrio | IPC
Noticias

NOTCIA

06/02/14

Karen Schrder, ex-aluna nomeada Oficiala de Justia, conversa com alunos do curso preparatrio

Na última segunda-feira (03), esteve no IPC Concursos a aluna Karen Schröder, que atualmente exerce o cargo de Oficial de Justiça na Comarca de Santana do Livramento. O objetivo da visita foi conversar com os alunos que estão realizando o curso preparatório de verão para o cargo de Oficial de Justiça.

Karen foi apresentada aos alunos pelo Coordenador Pedagógico do IPC Concursos e professor, Larri Mendes de Souza, e contou aos alunos, em uma conversa descontraída, um pouco de sua trajetória no mundo dos concursos e de suas atribuições como Oficial de Justiça.

De acordo com os alunos, a conversa foi muito positiva e um dos assuntos que mais chamou a atenção foram as dicas e estratégias de Karen para conquistar a aprovação em diversos concursos. Karen também lembrou sua determinação e persistência, pois ficou aproximadamente dois anos estudando, tendo realizado oito concursos no IPC Concursos.

A atual Oficiala de Justiça foi aprovada em diversos concursos como TRE – Tribunal Regional Eleitoral (no qual foi chamada recentemente mas acabou não assumindo ao dar preferência para  o de Ofical de Justiça), Oficial de Justiça (nomeada e atualmente exercendo o cargo na Comarca de Santana do Livramento) e Oficial Escrevente.

Veja, abaixo, a entrevista que Karen deu ao IPC concursos após sua nomeação no para Oficial de Justiça.

 

1) Como você fez o primeiro contato com o IPC Concursos?

A primeira vez que tomei conhecimento dos Cursos do IPC Concursos foi em 2008 através de um anúncio em jornal de circulação no litoral que noticiava o início da preparação para o Concurso de Secretário de Diligências do MP Estadual. Entrei em contato e fiquei bastante motivada. Reservei uma vaga para o referido curso que já estava em andamento havia uma semana e no mesmo dia ingressei. Recordo-me que a primeira aula a que assisti foi a de Direito Constitucional, ministrada pelo Professor Larri, sendo o primeiro contato que tive com a área jurídica em toda a minha vida. Embora tivesse sido o primeiro contato com o mundo do Direito, a excelente didática do professor fez-me descobrir, já naquela primeira aula, uma grande identificação com a área do Judiciário, com o Direito, mais especificamente, e uma capacidade que não sabia possuir: a de me dedicar com tanto afinco e determinação a ponto de obter, rapidamente, resultados muito satisfatórios.

 

2) O que fez você se interessar em estudar para concurso público?

No mesmo ano em que conheci o IPC Concursos, eu havia sido aprovada em um Concurso Municipal, no qual me inscrevi sem muitas expectativas (pois fora o primeiro concurso público que prestei), mas que acabou por me valer uma nomeação como segunda classificada para o cargo de Assessor Administrativo. Acredito que este fato também contribuiu muito com a descoberta do caminho que eu iria trilhar logo a seguir.

 

3) A quanto tempo você está estudando para concursos? Foi o primeiro curso preparatório que você fez este para o concurso em questão?

Eu iniciei meus estudos para concursos públicos em março de 2008, com o curso Secretário de Diligências do MPE, no IPC Concursos, como já comentei. Não havia vagas abertas para o cargo, mas sim cadastro de reservas. Tendo sido aprovada, obtive uma boa classificação, entretanto não o suficiente para ser nomeada. Logo em seguida, com os conhecimentos obtidos no curso recém feito, prestei concurso para o cargo de Agente Administrativo da Procuradoria Geral do Estado, no qual fiquei classificada em 11º lugar na Região do Litoral. Havia apenas uma vaga aberta em Edital, sendo o restante cadastro de reserva. Prossegui estudando com determinação e, logo após, voltei ao IPC para fazer o curso preparatório para o concurso do Tribunal Regional Eleitoral, cuja prova foi anulada em dezembro de 2008 por irregularidades na aplicação. Esse concurso foi reaberto somente em 2010, tendo sido aprovada e com possibilidades concretas de ser chamada a assumi-lo até 2014. Entre 2009 e 2010, matriculada permanentemente no IPC Concursos, fiz uma espécie de revezamento de cursos visando dois concursos específicos (meus sonhos): Oficial Escrevente do Tribunal de Justiça do RS e Oficial de Justiça de 1º e 2º graus do TJ/RS. Comecei pelo OJ de 2ª instância; após, fiz o curso para o OE. A seguir comecei o de OJ de 1ª instância. Também repeti cada um deles. Fazia o primeiro, sem haver Edital publicado (pois era muito mais tranqüilo preparar-me com tempo) e, após, repetia o mesmo curso, já com data de prova definida, para fazer uma revisão geral de todo o conteúdo. Resultado? Fui chamada em agosto de 2011 para assumir o cargo de Oficial Escrevente e, em setembro, passado, fui chamada a assumir o cargo de Oficial de Justiça de 1ª instância do Tribunal de Justiça do RS, para o qual estou sendo nomeada atualmente e prestes a entrar em exercício.

 

4) O que mudou na sua vida após começar a estudar para concursos?

Tudo. Simplesmente, tudo. Além de haver descoberto uma veia que não sabia possuir, foi decidindo estudar para concursos públicos que modifiquei, concretamente, a minha realidade. Considero como um divisor de águas na minha vida. De tudo isso, apenas um arrependimento eu tenho: não haver despertado mais cedo para esse desafio. Tinha 35 anos quando tudo começou.

 

5) E agora que você já foi nomeado neste concurso pretende estudar para outros?

Com certeza. Agora não paro mais. Como não possuo formação jurídica, pretendo iniciar uma graduação em Direito para, após, prosseguir em vôos mais altos, ainda. Vou adiante, não paro por aqui.

 

6) O que você diria para as pessoas que estão pensando em começar a se dedicar para concursos? Como você as aconselharia?

Eu diria, como digo a todos os amigos e a todas as pessoas que me conhecem e que, frequentemente, pedem-me opinião e dicas, que não deixem para começar no ano que vem, no mês que vem, no Edital que vem ou, até mesmo, amanhã. Eu diria: comecem JÁ! Não precisa haver Edital publicado. Os meus melhores aproveitamentos e o meu melhor aprendizado sempre foram os antecipados. Não há motivo para esperar. As matérias são repetitivas, aproveita-se para várias provas. E o conhecimento é cumulativo. O aprendizado é cumulativo. Quanto mais tempo para se preparar o “concurseiro” tiver anterior à prova, melhor preparado ele estará quando ela chegar. Outra dica importantíssima e que eu, particularmente, sempre segui (já que é dita por professores de extrema experiência no ramo de concursos, inclusive pelo professor Larri) e constatei, na prática, ser verdadeira, é a de não se preocupar com o número de candidatos inscritos, seja para o concurso que for. O concurseiro que se preocupar com a concorrência está fadado ao fracasso. Não há nenhum outro concorrente senão, ele próprio. Eu sempre parti do seguinte raciocínio: se eu estiver absurdamente preparada para esta prova, quem será capaz de me tirar a aprovação? Ninguém. O conhecimento está comigo. Basta aplicá-lo. O resultado não pode ser outro: alto índice de acertos que leva à aprovação e, por conseqüência, à classificação.

 

7) Tem alguma dica de estudos que você deixaria para quem já está estudando para concursos?

Bem, é verdade que cada um tem de encontrar a sua verdade, a sua melhor maneira de memorização e aprendizado. Mas eu acredito que existem formas que dão certo com qualquer pessoa. A principal, sem dúvida alguma, é a realização de curso preparatório. É no curso que se adquire preciosas dicas que fazem a diferença. Aquela “malandragenzinha” de prova que todo “concurseiro” que se preze tem, as atualizações dos textos legais (que muitas vezes ainda estão desatualizados em apostilas que são encontradas por aí), o desmembramento de artigos de lei que, à primeira leitura, podem parecer grego, mas que os professores fazem com que se tornem compreensíveis e acessíveis até mesmo a quem não possui formação jurídica. Paralelo ao curso, muito estudo em casa. Não há como ser diferente. Nada de muito bom se consegue com pouco sacrifício. E aí vale tudo. Gravar as aulas e ouvi-las, novamente, muitas vezes. Espalhar lembretes pela casa, em pontos estratégicos, para memorização. E, principalmente, a manutenção do aprendizado e do conhecimento. Manter constante revisão da matéria. Isso é fundamental. Eu diria, essencial.

 

8) E o IPC Concursos fez a diferença para que você alcançasse esta aprovação? Na sua opinião fazer curso preparatório é uma boa estratégia?

Com certeza total e absoluta. O IPC foi o meu primeiro contato com o mundo dos concursos. Foi quem me ensinou a dar os primeiros passos. Mais do que isso: é a minha base. Não tenho dúvida alguma de que, caso não tivesse feito os cursos que fiz no IPC, não teria obtido os resultados que obtive. Poderia até obter algum resultado, já que duas são as forças que fazem acontecer (dedicação do candidato e excelentes professores). Mas certo é que os resultados demorariam muito mais a acontecer e, talvez, não acontecessem de forma tão satisfatória, não fosse a união dessas forças. Acredito que fazer um curso preparatório é a estratégia básica de quem quer atingir o sucesso no mundo dos concursos públicos.

 

9) Deixe algum recado para a Equipe do IPC Concursos:

Bem, o meu recado não poderia ser outro, às vésperas da minha assunção ao cargo de Oficial de Justiça, senão o de agradecimento a toda a Equipe do IPC Concursos, sem exceção de qualquer membro que seja. Mas devo citar duas das figuras que se fizeram mais marcantes na minha trajetória de estudos: professor Larri Mendes de Souza - Oficial de Justiça, agora meu colega – minha gratidão por toda a ajuda, toda a dedicação em aula e por toda a motivação que sempre esteve presente em suas falas; professora Mirian – Língua Portuguesa – terá de mim eterna gratidão por haver provado ser possível o gosto pelo estudo da nossa língua e por haver “reduzido a pó o fantasma das Orações Subordinadas e Cia”.

Vocês fizeram a minha diferença. Muito obrigada, por tudo!

VEJA TAMBM

Est com dvidas?
Fale com um de nossos atendentes, em tempo real, e saiba mais sobre os cursos.
Receba informaes sobre
os principais concursos
pblicos gratuitamente.

CADASTRAR SEU E-MAIL

9679.7198
9864.8015
9970-7273

8926.8989

8106.5005
8177.9754

8465.5763
QUER CONCORRER A
BOLSAS DE ESTUDOS
INTEGRAIS E PARCIAIS?